Voilà!

Atualizado: 2 de Set de 2019

E um belo dia a gente acorda, e entende que propósito, missão e etc, são apenas rótulos que a gente passa um tempão se enfiando para justificar a existência por aqui.


Mas o fato, é que somos muito mais que definições e caixas de um mundo de pouca luz.


Não estou aqui para dizer se é certo, bonito ou errado, mas pra te contar uma coisa.


O que realmente importa é a sua decisão de fazer algo pra valer, de ser luz e saber compartilhar. E a sua coragem de encarar de frente realidades tão distantes, e de tomar a difícil decisão de ser luz na dor, é transformador.


Te asseguro que vai dar muito medo ou insegurança seja:

  • Mudar de carreira após tempos acreditando que era aquilo que idealizou;

  • Criar um projeto novo;

  • Criar uma planta, ou cortar a franja no espelho;

  • Estudar sobre qualquer tema, ou nada, sobre o mundo espiritual ou física quântica;

  • Olhar o stories do boy, e rezar para não ter mini infarto;

  • Encontrar sua alma gêmea;

  • Mudar de roupa, de rótulo ou de país;

  • Ou ir á lua.

(sem sustos, hoje tudo é possível!)


Quaisquer das opções acima, e tantas outras, vai te dar um medo absurdo, seja mais ou menos intenso para alguns, é certo que vai te sacudir, te virar do avesso, sabe por que?

porque você sai da zona de conforto, e ai se deparar com sentimentos antes nunca experimentados.


Mecfaz? Ah, tou longe de saber!


E como saber se estais no caminho certo?


Ah, fácil. Quando tocar seu coração, sua alma, aquilo que arrepia, seja no amor ou nos projetos do mundo material.


Essa é a hora de seguir, de arrumar coragem nas esquinas da dúvida, e pedir ajuda ao criador para ter coragem!


Alerta: Não entre em arapuca!


Antes de jogar tudo pra cima, faça um bom planejamento, prepare a vida, a conta bancária, o coração e se possível, faca com cautela, nunca faça nada sem antes avaliar todas as possíveis formas de amenizar o caos.


E lembre-se, que quase sempre não precisa jogar tudo pra cima não, e ai mesmo com toda essa bagagem que você precisar agir.


As vezes o propósito precisa ser: Manter-se forte, pagar os boletos e não encher o saco!

Não gormetizar problemas simples e focar em fazer o básico com excelência faz parte da vida real.

afinal, fazer tudo isso aí, exige muita coragem e dedicação, tá!


Entenda: Quase sempre você TEM tanto, e não sabe!


(isso é muito mais para quem vive o dilema do tal propósito, ok?!)


Eu nunca fui frustrada na minha vida, nem como minha escolha profissional, sou muito feliz e realizada nessas escolhas. Claro que vivo outras dramas e anseios que busco ajuda para resolver. Ah, e não me coloco como bom exemplo para ninguém, é apenas uma compartilhar de vivência.


Bom, com o passar do tempo, com a busca espiritual através do estudo da Kabbalah, me sentia incomodada por não fazer mais. Não leia fazer mais no profissional, mas sim fazer algo pelo próximo, por pessoas que precisam! Não estou falando de dar esmola na rua, isso é dever, e não trabalho voluntário onde há um compartilhar muito forte!


Ouvir que precisamos compartilhar, se torna uma dúvida cruel.

COMO ASSIM? O que é isso? Pra quê?


Mas isso vira um mantra, e nos provoca a se mexer!

Eu demorei entrar em ação. Demorou um tempo entre o desejo e o agir.

Por mais que tudo tenha seu tempo, eu confesso que eu fiz corpo mole por um longo tempo, e só há menos de 1 ano, eu entrei em cena pra valer (leia-se, eu tomei a decisão de buscar o "como" fazer isso).


Tomei coragem, e escrevi um projeto na VAYBE, que busca capacitar mulheres em vulnerabilidades socioeconômica, usando as ferramentas que mais conheço, moda e network, usando o que talvez faca de melhor: Conectar pessoas.


Me assusto em escrever isso, por ser uma pessoas racional, um tanto antipática, mas incrivelmente eu vim com esse dom de conectar pessoas e terminativas.

Tks, D'us!


P.s: Eu sempre vou acreditar, que a luz é minha força maior, e sem ela eu não estaria por aqui para contar essa resenha.


Eis, que o projeto ganhou corpo, magicamente ganhou novos parceiros e está voando. e neste voo, eu me deparei com mundos tão distantes porém tão reais! Que susto, que medo de encarar fora dos noticiários a verdade nua e cura, sobre a violência contra mulheres em todas suas formas, de ver de perto a dor de tantas outras, e é impossível não comparar as realidades e sentir vergonha (isso mesmo!) de viver em um mundo tão desigual!

É triste, é doloroso, é inexplicável ver de perto, mas é tapa na cara de exemplo de superação não pela dor, mas pela coragem dessas almas que saem sem NADA material e psicológica na maioria da vezes, mas conseguem seguir vivas, e parte delas decidem compartilhar experiências e trabalharam se tornando cura para tantas outras vidas.


"Voilà",

Estou buscando força na luz para desistir, para não voltar a caixa do 'me deixa quieta', pra seguir certeza de que possamos ser centelha, possamos ser um dose de paz no caos.


Que possamos despertar o desejo pela vida nessas tantas outras almas, seja pela arte, pela moda, pelos exemplos, pelo conhecimento do poder da luz acima de tudo.




Convocada para tantos desafios, eu nunca pensei em voar em mundos tão distantes daquele de uma menina do cerrado, que amava brincar no jardim e sonhava ter família de conto de fadas (esse sonho ainda existe aqui dentro cada dia mais real!), mas aqui estou, longe de casa, onde sempre quis viver, bem mais perto do criador, perto do que está escrito para minha alma nessa jornada da vida.


Não foi por acaso que os caminhos me trouxeram até aqui, e mesmo com medo de não dar conta, algo me conforta!


Ao criador toda minha gratidão, por me mostrar onde preciso de luz e de ser luz, e por enviar tantos recursos em forma de anjos para caminharmos juntos!


Este texto, é inspirado em uma tarde do dia 31/08/2019, reunião com uma ONG, a AMAC para fechamos a pauta do projeto Compartilhar em parceria com o Kabbalah Centre.

para maioria, um texto, para mim, uma revolução de sentimentos, lagrimas, ensinamentos e certeza.


E ali, eu apreendi que não é a dor que nos fazem fortes, mas sim a coragem de transformar a própria dor, em forma de cura para tantas outras almas.


Muito obrigada as almas ali presentes, à luz que nos guia nesta caminhada, e ao começo de uma nova etapa, que chegou como força total.


Foto: AMAC, VAYBE e Kabbalah Centre juntos no projeto Compartilhar.


É isso. Mova-se!

Comece por algum lugar à ser uma pessoa melhor.

Seja tratando melhor quem está a sua volta, honrando seus pais, seja buscando um trabalho voluntário, seja não falando mal das pessoas.


Olhe para suas sombras e busque achar luz para si, e talvez dessa forma você não precise de rótulos para justificar sua existência e sim achar uma maneira de ser intensamente feliz superando as dores.


Desejo que fique, tem muito amor por aqui.


Um bjo,

Andréia Musa


FIQUE CONECTADO COM A LOJA

  • Facebook ícone social
  • Instagram ícone social

Assine nossa newsletter e receba nossas  promoções e novidades.

PRECISA DE AJUDA URGENTE? 

Manda um alô pra gente no contatovaybe@gmail.com

a gente adora bater um papo.

 

VAYBE | @2016